• Assessoria Informativa

Orientação aos consumidores que tinham festas e eventos contratados em meio à pandemia



NOTÍCIAS

Este informativo tem o intuito de tirar as dúvidas dos consumidores que contrataram eventos com serviços de buffet, casas e salões de festas e precisaram cancelar a celebração devido à pandemia.

Com a suspensão de festas para evitar aglomeração e a propagação do coronavírus, muitos consumidores buscaram a autarquia em busca de orientação a respeito do cancelamento ou adiamento dos contratos. A Suspensão de eventos em casa de festas ou salão foi uma das medidas de enfrentamento da propagação do novo coronavírus (Covid-19) adotadas pelo governador Wilson Witzel.

Primeiramente, é importante ter em mente que essa situação foi decorrente de um fato inevitável e imprevisível, não havendo culpa do fornecedor nem do consumidor.


Nesse caso, orientamos a todos os envolvidos que optem, sempre que possível, por um acordo, seja para a realização do evento posteriormente, ou alguma outra forma que seja viável a ambos os lados. Caso não seja possível o acordo e não havendo mais utilidade na realização do evento, o consumidor poderá solicitar o cancelamento do contrato e a devolução dos valores eventualmente já pagos.

As orientações são válidas inclusive para todos os prestadores de serviço ligados diretamente ao evento, como fotógrafo e DJ por exemplo.


Caso o consumidor tenha contratado algum outro prestador de serviço que já tenha entregue o produto, e considerando que ele não teve culpa pelo cancelamento do evento, não é possível que seja feita a devolução.


Contudo, caso os produtos ainda não tenham sido confeccionados pelo fornecedor, é possível que o contrato seja cancelado e os valores devolvidos. “É muito importante que as partes conversem e tentem chegar em um acordo, para que assim, os prejuízos advindos desta pandemia sejam os menores possíveis para todos os envolvidos.


No caso de solicitação de reembolso, recomendamos que o consumidor seja flexível para receber o valor de volta, como por exemplo aceitar a devolução de forma parcelada, para que a empresa tenha capacidade econômica de atender a todos os consumidores que estejam na mesma situação ”


Assessoria Jurídica de Crise Esteves Advocacia


🎯Gostou desta informação?

✍️Deixe seu comentário

📢Compartilhe com os amigos

✅Assine nosso canal e receba informativos todos os dias!


Observação: Está mensagem tem caráter informativo.


Dúvidas com o post? Envie uma mensagem para contato@escritorioestevesadvocacia.com.br


Tel.: (21) 3477-0177

WhatsApp (21) 97031-1502⠀ ⠀


www.escritorioestevesadvocacia.com.br

⠀ ⠀

#niterói #riodejaneiro #riodejaneiro #niteroishopping #empregador #sucesso #negocio #empresarios

#emprendedores #empresario #empresa #emprendedores #crediario #trabalho #business #consumidor #compras #empreendedorismo #consumo #servico #produto #credito #consumidor #empreendedor #internet #credito #parcelamento #compras #vender #bar #onibu

13 visualizações

 Contato: (21) 3477-0177 • ©Copyright Esteves Advocacia 2015. Todos os direitos reservados.

  • Facebook Clean
  • Twitter Clean
  • Google+ Clean
  • LinkedIn Clean